14 de julho de 2017

Pedra e Vidraça



O ditado popular diz que " facilmente mesmo é ser pedra, difícil é ser vidraça".
Pense bem sobre isso.
É justamente o oposto.
Triste a vida da pedra. Ser inanimado que nada constrói, dedicada a quebrar os vidros que se exaltam por sua fragilidade translúcida, mas de pura grandeza na sua transparência.
Que pedra, nada!
Eu quero mesmo é ser vidraça.
Poder ficar molhada e seca. Transparecer a luz do sol e o nublado do céu.
Quando quebrada ainda há possibilidade de reconstrução; enquanto a pedra será sempre pedra, não passará de pedra e viverá inanimada como "um nada".
Um ser inanimado e hostil movido pela vingança, pelo conforto de se resumir a só destruir.

[ Cláudia Dornelles ]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...