22 de janeiro de 2017

Tá dito! - Cláudia Dornelles


 Gosto do que é dito.

Prezo a palavra escrita.

Bem escrita.

Bem escrita no sentido não apenas gramatical, porque esse a gente aprende a cada dia, mas principalmente, da clareza.

Gosto de clareza!

Minhas "aquarianices" não permitem insinuação.

Insinuação é falta de talento para descrição.

Descrever o que se sente, o que se pensa, o que se é.

Porque o que se é, vai além daquilo que se pensa ser.

Prezo o que está escrito com clareza.

O que não tem clareza também é desprovido de coragem.

Quem não tem coragem me desestimula facilmente.

Ter coragem não é se jogar no abismo.

Ter coragem é saber ter medo.

E saber é sempre bom.

 |Cláudia Dornelles|

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...