23 de janeiro de 2017

Perdoa este amor que se distraiu nas certezas.


"Palavras soltas, poesia de ilusão e a tua graça que me avacalha e inibe.

Fui genial, canalha.

Exibicionista e inteiro.

Fui certeiro e errei tanto, inocente, talvez.

O tempo veio e me empurrou abismo abaixo: estou ao avesso, moça.

Sem luxos, sem fomes, e os dias que não terminam.

Perdoa este amor que se distraiu nas certezas."

( Dan Cezar )

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...