18 de janeiro de 2017

Não quero amigos adultos nem chatos.


Os meus amigos são todos assim, metade maluquice, metade seriedade.

Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos.

Quero amigos sérios que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, que e lutem para que a fantasia não desapareça.

Não quero amigos adultos nem chatos.

Quero-os metade infância e outra metade velhice!

Crianças para que não esqueçam o valor do vento no nosso rosto; e velhos para que nunca tenham pressa. Tenho amigos para saber quem sou.

Pois vendo os loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos nunca me esquecerei de que a ‘normalidade’ é uma ilusão imbecil e estéril…”

Oscar Wilde

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...