11 de agosto de 2016

Nos amaremos na mesma?


Nosso amor é tão lindo e tão intenso, não é mesmo?

Porém, nos amaremos da mesma forma quando os dias se tornarem corridos?

Nos amaremos da mesma forma quando nossa pele perder a elasticidade e se cobrir de rugas, devido o passar do tempo?

Quando nossos olhos não enxergarem como outrora?

Quando nossos ouvidos deixarem de ouvir na perfeição?

Nos amaremos ainda quando a memória falhar, quando nem o nome um do outro a gente não lembrar mais?

Nos amaremos quando não conseguirmos reter nossas necessidades fisiológicas, nem conseguirmos nos alimentar pela nossa própria mão - devido a elas estarem trêmulas e sem as conseguirmos controlar?

Pois bem, não posso te prometer que te amarei para sempre e não esquece nunca, que não será por vontade própria!

Mas uma coisa te prometo: vou te amar até eu me lembrar - de quem sou, de quem és, de quem somos e a quem pertencemos!

Porque quando esquecermos, nada disso importará, mas ficará escrito, não para mim ou para ti, mas para todos aqueles que ao ler, pensarão: "que lindo!" e vão refletir que, por vezes perdem tempo com coisas que não merecem tanto tempo.

Afinal, tempo não espera, ele voa e, será esse mesmo tempo que apagará da memória o quanto nos amamos e por isso não perco tempo, porque hoje, agora, ainda estou em tempo de escrever te amo!

E melhor do que escrever, é sentir!

Talvez amanhã não me lembre mais -, não por vontade própria como referi - mas porque o destino, assim o quis.

Amo-te! .

Peter Pires

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...