21 de julho de 2016

Caio Fernando de Abreu disse...


Que eu saiba puxar lá do fundo do baú um jeito de sorrir para os nãos da vida.

Que as perdas sejam medidas em milímetros e que todo ganho não possa ser medido por fita métrica.

Que as relações criadas sejam honestamente mantidas e seladas com abraços longos.

Que eu possa também abrir espaço para cultivar a todo instante as sementes do bem e da felicidade de quem não importa quem seja, ou do mal que tenha feito para mim.

Que a vida me ensine a amar cada vez mais de um jeito mais leve.


Caio Fernando de Abreu

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...